SIGN OUR GUESTBOOK

Galeria de Nova Iorque traz obras de dois brasileiros

Em “Metamorphosis”, Fabrizio Andriani promete intrigar o público.

Published on Communidade News, November 25 2009

Pearler

 

Abre oficialmente no dia 3 de dezembro a exposição “Metamorphosis”, na Agora Gallery em Nova Iorque. A mostra iniciou no dia 20 de novembro e tem belas obras dos brasileiros Fabrizio Andriani, 38, e Jane Sandes. A exibição termina no dia 11 de dezembro.

Os outros artistas são Chritch, Emin Guliyev, Joo Han, Michael Indorato, Marcela, Brian Reed e Marina Reiter. Com muito colorido, formas humanas e abstratas que intrigam, o grupo mostra diferentes figuras que levam o público a explorar o desconhecido.

No caso de Fabrizio Andriani, as obras foram inspiradas em capas de discos, efeitos especiais e numa das ferramentas tecnológicas mais usadas no mundo inteiro, a internet. São espécies de máscaras que podem retratar tanto o herói quanto o vilão. Quatro dos cinco trabalhos são da série “Retratos Catódicos”, e os demais fazem parte da série “Hidrofilia”, onde o artista pintou tudo com canetas hidrográficas.

As obras de Fabrizio podem chocar o público, num primeiro momento. Mas na verdade, ele quer mesmo criar um vínculo com o público das grandes metrópoles como Nova Iorque e São Paulo. “Minhas influências são muito explícitas, e acredito que foram o feijão com arroz (o hamburguer nos EUA) de várias pessoas pertencentes a minha geração”, explicou ele.

A inspiração do artista vem ainda dos vídeogames, do começo da era digital e dos efeitos especiais, criando uma miscelânea de formas e cores que bagunçou e contaminou tudo, dito por ele próprio. “Eu sou filho dessa contaminação e minha obra reflete bem isso”.

Realizando um sonho
Filho de pai italiano e mãe brasileira, Fabrizio foi morar em Gênova, na Itália, aos 9 anos de idade, quando venceu os primeiros concursos de desenho. A primeira exposição foi no ano de 2000, na mesma cidade italiana. Atualmente leciona artes para o ensino básico das escolas Palmares e Anjo da Guarda, localizadas em Curitiba (PR). Fabrizio é ainda ilustrador e designer gráfico.

No blog do artista é possível sentir toda a emoção por expor na capital do mundo. “É o sonho de muitos artistas”. Nos últimos anos, Fabrizio aperfeiçoou ainda mais a própria arte. Conseguiu aumentar significativamente a produção. “E com ela as oportunidades, as exposições e os reconhecimentos”. Entre os projetos atuais está uma parceria com Joe Bennett, desenhista da DC Comics. Na opinião dele, Nova Iorque será um divisor de águas na carreira. “Vou aproveitar a chance até o caroço!”.

Parece que expor na esquina do mundo estava mesmo no destino do artista. Durante a primeira exposição, no teatro Politeama Genovese, o grupo performático STOMP de Nova Iorque também se apresentou no local. “Agora eu estarei expondo na cidade deles. Esse mundo dá voltas mesmo”.

Junto com a alegria de ter as obras aqui, traz junto a carga de responsabilidade de conseguir permanecer no mesmo plano. Mas a conquista, aliada ao fato de estar em Nova Iorque, promete superar qualquer obstáculo.

“Metamorphosis” está aberta ao público de terças a sábados, das 11am às 6pm. A recepção de abertura será das 6pm às 8pm. O endereço da Agora Gallery é 530 West, 25th Street, Chelsea, telefone (212) 226-4151. Informações adicionais no www.agora-gallery.com.

Para conhecer mais o conjunto da obra de Fabrizio Andriani acesse www.fabrizioandriani.com.br ou www.blog.fabrizioandriani.com.br.

Image Credits: Chathodic Portrait 26, Acrylic, 16" x 12"

Read More Artists in the News